HACCP

O HACCP tem na sua base uma metodologia preventiva, com o objetivo de poder evitar potenciais riscos que podem causar danos aos consumidores, através da eliminação ou redução de perigos, de forma a garantir que não estejam colocados, à disposição do consumidor, alimentos não seguros.

É um sistema de implementação obrigatória, referente à higiene dos géneros alimentícios, aplicável a todas as empresas operadoras na produção, transformação e distribuição de géneros alimentícios, estando excluídas as empresas de atividades de produção primária, de preparação, manipulação e armazenagem doméstica de alimentos para consumo doméstico privado; de fornecimento direto, pelo produtor, de pequenas quantidades de produtos de produção primária ao consumidor final ou ao comércio a retalho local que fornece diretamente o consumidor final.

> Análise dos perigos
> Determinação dos pontos críticos de controlo (PCC’s)
> Estabelecimento dos limites críticos para cada PCC
> Estabelecimento dos procedimentos de monitorização dos PCC’s
> Estabelecimento de ações corretivas a serem tomadas quando um PCC se encontra fora dos limites críticos
> Estabelecimento de sistemas de registo e arquivo de dados que documentam estes princípios e a sua avaliação
> Estabelecimento de procedimentos de verificação que evidenciem que o sistema HACCP
O HACCP é uma sigla internacionalmente reconhecida para Hazard Analysis and Critical Control Point ou Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos.
O HACCP é um sistema de implementação obrigatórias desde 1 de Janeiro de 2006, após a emissão do Regulamento (CE) n.º 852/2008 do Parlamento Europeu e do Conselho a 29 de Abril de 2004

Os requisitos do sistema HACCP tomam em consideração os princípios constantes do Codex Alimentarius. Têm flexibilidade suficiente para ser aplicáveis em todas as situações, incluindo em pequenas empresas. (In REGULAMENTO (CE) N.º 852/2008 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 29 de Abril de 2004)

GLOBALG.A.P.

GLOBALG.A.P. funciona como um manual prático de Boas Práticas Agrícolas (BPA) em todos os lugares do mundo, e nesse manual existem requisitos que são classificados como Obrigação Maior, Obrigação Menor ou Recomendação.
Para a obtenção da certificação GLOBALG.A.P. é necessário realizar uma auditoria independente onde será avaliada a conformidade dos requisitos. Terá que ser realizada obrigatoriamente por um Organismo de Certificação acreditado pelo Instituto Português de Acreditação (IPAC) e pelo GLOBALG.A.P.

A implementação deste sistema de segurança alimentar visa aumentar a confiança dos consumidores na segurança dos alimentos, minimizar o impacto negativo no meio ambiente das práticas agrícolas, reduzir a utilização de produtos químicos e assumir uma atitude responsável perante a saúde e segurança e higiene no trabalho.

icones_haccp_globalgap
A certificação GLOBALG.A.P., permite aceder a mercados com requisitos alimentares mais exigentes e demonstrar o compromisso com a produção e comercialização de alimentos seguros.